É comum às pessoas que querem aprender a dançar me perguntarem, no início do aprendizado, se elas terão capacidade para aprender, pois se acham “duras”!

A dança proporciona, justamente, molejo. Mas, temos alguns exercícios básicos e próprios para amolecer o corpo e ajudar no aprendizado e prática da dança.

Neste vídeo selecionei três deles:

1- Exercício da “fila do banco”
2- Exercício para o destravamento dos joelhos
3- Exercício básico para o “puladinho” (é um passo do samba de gafieira)

Recomendo que pratique diariamente, se você se sentir muito duro, e em pouco tempo já se sentirá mais flexível.

Comente e diga o que achou aqui embaixo!

arrow

Kenio Nogueira
Kenio Nogueira

Professor de danças de salão, coreógrafo, produtor cultural, pós-graduado especialista em Danças de Salão, empresário, engenheiro químico. "Expresse-se dançando..."

Comente pelo Facebook

    23 replies to "O que fazer se você for DURO pra dançar?"

    • Sou surdo, muito aprender no dançar, mas meu corpo muito duro. vou ver tentar. um abraco. Jose claudio

    • fernada

      Oi Kenio eu sou tora para dançar com a minha amiga como é que eu fazou para fica mole

      • Kenio Nogueira

        Oi Fernanda! Tem vídeos no canal e muito material aqui no blog que dão dicas de exercícios para ir amolecendo os corpo. Tem que colocá-lo em movimento… isso vai deixando-o mais flexível, mais dinâmico. 😉

    • Alice Viana

      Oi Kenio! Por algum motivo, desde criança sou acostumada a andar apoiada no peito do meu pé e às vezes chego a deixar o calcanhar levantado. Ando assim a vida toda, e às vezes me pergunto se isso pode ser uma das causas da minha grande dificuldade de dançar! Fazendo os exercícios que você ensinou no vídeo, tentei apoiar meus pés no chão por inteiro, mas em alguns momentos me peguei apoiada somente no peito do pé novamente. Você acha que isso é um problema grave? Quero muito a sua opinião. Abraços.

      • Kenio Nogueira

        Olá Alice, obrigado por ter escrito e comentado! Talvez a sua dificuldade seja de outros assim, ajudaremos mais gente também. Veja, um dos princípios para se dançar bem, com confiança, etc é ter / desenvolver o domínio do corpo. Assim, penso que se você dominar os movimentos dos seu corpo, isso server para qualquer pessoa, vai começar a dominar a sua dança e evoluir. Ele é rebelde, o corpo. Ele sempre vai tentar reproduzir um movimento que esteja já gravado em nosso corpo, que ele reconheça como histórico. A isso damos o nome de memória corporal. É normal. O que você tem que fazer é dar ou imprimir outra memória nele. Assim, é na tentativa e erro, fazendo de forma consciente o movimento, com o pé inteiro no chão (ou não), dependendo da proposta de movimento, que você conseguirá superar as dificuldades. Agora, “dificuldade na dança” reside em vários aspectos motores e até cognitivos/sensoriais, o que também deve ser visto (tempo, espaço, etc). Mas meu conselho para você é este, vá fazendo com consciência. Não atribua a princípio a dificuldade a isto somente, pois talvez, nem o seja tanto… trate a dança como um todo. Tem alguns vídeos no canal do youtube nosso que abordo esses temas mais completos. Grande abraço Alice! Estou às ordens!

    • Juliana

      Amei suas dicas kênio. Parabéns!
      Quero mto aprender a dançar. E encontrei aq o que procurava.
      Gratidão

    • Karen silva

      Olá quando vc fizer esse exercício 1 mês seu joelho vai tarde destravado na hora da dança

      • Kenio Nogueira

        Oi Karen! Você está perguntando se fizer o exercício durante um mês, os joelhos estarão “destravados” após este período, é isso mesmo? A frase ficou meio misturada. Se for isso, cada caso é um caso. Não posso dizer efetivamente que em 1 mês vai destravar, amolecer, etc. Mesmo porque teria que saber as causas. Mas, se estiver tudo bem no seu corpo, e for apenas falta de uso, de movimento podemos dizer que, quanto mais você fizer o exercício, sim, mais rápido ele irá apresentar resultados. Disciplina, vontade e foco são as palavras mágicas. Antes, repito, estou considerando que está tudo bem com seu estado de saúde corporal, nos ossos, músculos, etc. Abraço e obrigado pela pergunta. Estou às ordens.

    • Tai

      Olà Kenio! Conheci o seu blog agora, e com certeza seguirei ele! Parabéns pelo trabalho, adorei essa postagem. Eu estava buscando justamente por algo assim. Estudo para ser atriz, e pretendo voltar às aulas de dança esse ano, digo voltar, pois quando tinha uns 12 anos ( hoje tenho 21) , eu participava de grupos de dança, dançava de tudo, axè, hip hop, frevo, entre outros, fazia várias apresentações dentro da cidade mesmo. Estou querendo voltar a dança , pois eu adoro e para ajudar no teatro, porém estou muito apreensiva. Percebo que não tenho mais a facilidade que tinha antes sabe? De gravar coreografias, e principalmente sinto que não consigo me soltar, me sinto dura. Coisa que não sentia na època que eu dançava. Você acha que isso è psicológico ? Que è por ficar tempos me deixando sem o prazer da dança ? Seria possível eu ter perdido essa facilidade que eu tinha e não ter jeito com a dança ? Agradeceria muito se você lêsse, desde já , muitíssimo obrigada pela atenção.

      • Kenio Nogueira

        Olá Tai! Obrigado, fico contente que tenha gostado e que lhe seja útil.
        Desculpe a demora em responder, mas estava meio ocupado e coincidentemente deu um problema técnico no site também. Você ainda é jovem, 21 anos é jovem também… ehehe portanto, claro que não como 12, mas as facilidades devem ainda permanecer, bastando apenas voltar à prática.
        O corpo lembra. Mas, como você falou, talvez sua ansiedade, apreensão e alguma condição psicológica que tenha acontecido (trauma?) nesse tempo, de 12 a 21, possa ter mexido e alterado sua mobilidade. O primeiro passo e importante é que você mesma percebeu isso e já tem consciência. Diferencie aquilo que é uma dificuldade natural, na falta de prática constante, de uma dificuldade limitante devido à mente ou emoção. A dança exige muito isso, exige uma condição de libertação (expressão de alegria) quando se pratica. Quem não tem, desenvolve, quem já tem, manifesta. Deixe seu interior de expressar sem amarras e livre. Depois você vai lapidando e se conhecendo mais e mais… Bem, espero ter ajudado, sem conhecer muito, mas apenas dei algumas possibilidades para você mesma ir se observando e achando seu caminho! Qualquer dúvida ou comentário, estou às ordens! Abraços… 😉

    • cleiton

      Ola kenio eu quero muito aprender a dançar mais sou muio duro e não levo muio jeito pra dança porem eu amo muito dançar principalmente hip hop o que devo fazer pra ter o corpo totalmente mole para dança??

      • Kenio Nogueira

        Oi Cleiton! Normalmente, aquilo que chamamos de “duro” é apenas reflexo da falta de movimento no corpo. Outras vezes é também um padrão mental e emocional que nos é dado/construído ao longo da vida (mesmo que tenhamos pouca idade) mas que, a partir da infância já pode ser notado. O que ajuda sempre é intervir junto a essas duas características:
        1. coloque o seu corpo em movimento, comece a dançar, mesmo se achando duro; mas comece.
        2. procure não focar mais no “eu sou duro”. Veja-se em movimento, livre e relaxado; mentalmente veja e sinta isso também no seu emocional. E importante, antes de qualquer dança ou movimento faça exercícios de relaxamento, procurando utilizar uma boa técnica de respiração que facilite a flexibilização das articulações… mas isso já será outro assunto.
        Espero ter ajudado e obrigado pela pergunta! Sucesso! Kenio

    • evanoel machado

      Parabéns ótimas dicas estaremos colocando em pratica.

    • Toninho

      Excelente, agora é praticar, bora lá.

    • Wiliam

      Bom dia Kenio muito obrigado pelas dicas valiosas o exercício de destravamento dos joelhos eu já faço o da fila do banco e do puladinho estou fazendo obrigado mais uma vez ótimo fim de semana abraço Wil!!!

    • Aroldo Ferreira do Bem

      Kênio, acredito que depois desta aula (e não dicas) espetacular para adquirir o tal malemolejo vislumbro algum futuro melhor no meu aprendizado… rsrs… Praticarei exaustivamente… Parabéns pela didática e generosidade de conhecimento! Isto é que faz os grandes homens…

      • Kenio Nogueira

        Oi Aroldo! Ótimo, que bom que você se sente ajudado. É este mesmo o objetivo meu… e obrigado pelos “grandes homens”. Aguardo seus resultados.

    • Antonio Miguel

      Gostei, muito bom este video

    • Aurea

      Olá Kenio, gostei muito das explicações sobre os exercicios para flexibilizar o corpo estou aprendendo detalhes sobre a dança e assim enriquecendo o que eu já aprendi.
      Um abraço e agradecida pelo video.
      Áurea.

    • Robinson

      Muito bom o vídeo!

      Ótima didática!

      Valeu!

Leave a Reply

Your email address will not be published.