Uma das grandes ansiedades dos dançarinos é a incerteza em relação ao parceiro de dança.  Principalmente para os dançarinos(as) iniciantes.

Nunca se sabe se terá um parceiro (ou uma parceira) para dançar. No início parece que será uma eterna dúvida. Ela já começa a despontar quando o candidato, ou candidata, toma a iniciativa em frequentar aulas de dança.

Será que terei par para mim?

Precisa ter par para entrar nas aulas?

Uma coisa é certa: "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer" (como disse Geraldo Vandré em sua composição). E a regra é clara nesses casos: quem não sabe dançar dificilmente consegue um par; mas quem sabe dançar, sempre terá par. É, a sociedade parece ser dura, fria e objetivamente clara com seus propósitos. Um comportamento do inconsciente coletivo da mesma. A dança promove a integração social. Então fica claro que a dança é um pré-requisito básico para você participar desta integração, logo... você tem que saber dançar, sim! Do contrário, está "fora da turma".

Casos à parte aos quais eu não estou me referindo são os casais já constituídos: como noivos, namorados, amigos que - por exemplo - já se combinam previamente para formar parceria na dança. Eu mesmo comecei assim na dança. Na ânsia de garantir uma parceira, resolvi convidar uma amiga para iniciar nas aulas de dança comigo (isso foi há mais de 17 anos atrás...)

Porém, há sempre a notícia boa! Para os homens que sabem dançar (e mesmo os que ainda estão aprendendo) a sociedade logo os recompensa. Eles facilmente conseguem uma parceira para dançar; seja nas aulas ou até mesmo nos salões de baile. Bem verdade que o número de mulheres é geralmente maior do que o de homens (tanto nas aulas quanto nos bailes), facilitando este contato para o lado masculino. Gostaria de deixar registrado aqui que minhas aulas são exceção; ou seja, (pasmem) quase sempre sobram homens. Ainda não sei o motivo, mas isso é bom para elas! 😉  

E sabe qual é a melhor  notícia sobre tudo isso, ainda?

Você não precisa esperar anos e anos para chegar lá!

Mesmo que você ainda seja - ou se sinta - um aprendiz de nível iniciante, o fato é que com poucos meses de aula poderá começar a se tornar um dançarino de destaque nos salões.

Mas como isso é possível? Por que isso às vezes acontece? Só acontece com pessoas que já têm talento?

Para responder essas perguntas eu achei melhor gravar este bate-papo com o Éder Venturi, que é um dos exemplos do que estou falando. Ele não tem muito tempo de dança e sua dança já está tendo destaque  nos eventos e locais onde ele frequenta. Ele nos conta alguns segredinhos clássicos que tornam isso possível de acontecer.

Tudo que foi falado no vídeo aqui embaixo vale para qualquer pessoa; ou seja, se você está lendo este artigo e se sente um incompetente na dança... mude seu pensamento! Bastam alguns meses e você modifica tudo isso. Dançar requer o aprendizado de uma técnica, através de um método eficiente. Só isso!

Bem, assista o vídeo do nosso bate-papo logo abaixo e, por favor, comente algo e diga o que achou!

Dê sua opinião sobre este vídeo aqui embaixo!

arrow

Kenio Nogueira
Kenio Nogueira

Professor de danças de salão, coreógrafo, produtor cultural, pós-graduado especialista em Danças de Salão, empresário, engenheiro químico. "Expresse-se dançando..."

Comente pelo Facebook

    7 replies to "Como ser um dançarino disputado nos salões de dança"

    • Maria da Penha

      Boa tarde. Que peninha, meu celular não abreo vídeo.

      • Kenio Nogueira

        Oi Maria da Penha! é Um vídeo do youtube… não abriu é?! Qual celular que é? Veja se o aplicativo não está desatualizado.

    • carloslopes

      Boa tarde, o video mostra que o prevalece é vontade de aprender parabens

    • Ariston

      Muito bom. É isso mesmo! Nós vamos ganhando confiança com o tempo.

    • Paul

      Para completar o video, falta o Eder demostrar os passos que aprendeu dançando um sambinha com a parceira que ele escolher. Eu me identifico com Eder, parabéns pelo video,
      Abraços

      • Kenio Nogueira

        Olá Paul, é mesmo… faltou ele dançar. Vou falar com ele pra gente gravar um. Obrigado!

    • Aurea

      Olá Kenio, estou gostando dos videos que me envia, e quanto ao relato do aluno Eder é um grande incentivo para os iniciantes, bom de mais…..
      Obrigada.
      Abraços.

Leave a Reply

Your email address will not be published.